A Influência dos Azulejos Portugueses no Design

Este artigo foi o meu primeiro, escrito para o Design Culture e ainda se mantém muito actual.
Resultado da influência Árabe na Península Ibérica, desde o século XVI que o azulejo é produzido de forma quase contínua em Portugal e espalhado por vários países como, África, Índia e Brasil.
Estes durante anos decoraram e ainda decoram interiores e fachadas de vilas e cidades portuguesas e têm sido capazes de adaptar-se às diferentes circunstâncias e com uma capacidade incrível de absorver tendências. Hoje em dia, os designers de diferentes áreas em Portugal e no mundo, aproveitam o melhor e deixam-se levar pelo poder dos padrões do azulejo, reinventando técnicas antigas.
Um bom exemplo em Portugal é o trabalho de Tiago Tejo, Pixelejo, que produz padrões para azulejo. Como diz “Um quadrado simples não é nada, mas todos juntos formam alguma coisa”.

Outro exemplo é a marca lusa Boca do Lobo que apresenta um aparador, intitulado de “Heritage”. É bem visível a influencia que o azulejo oferece a esta peça limitada, sendo bem acolhida por todo o mundo.


 
< VOLTAR